Caça Notícias
Veja Notícias sobre Ciência
 
 
 

 
LOCAL > FISICA > 8. ANO > ELECTRICIDADE > CORRENTE ELECTRICA E SEGURANCA
 
 
 

    O que têm em comum os relâmpagos, as lâmpadas e o nosso sistema nervoso?

    Os relâmpagos, o funcionamento de uma lâmpada, a utilização de uma pilha ou a comunicação entre as células nervosas do nosso corpo são exemplos de fenómenos onde há um movimento orientado de partículas com carga eléctrica. Dizemos que há corrente eléctrica. As partículas mais pequenas com carga eléctrica negativa chamam-se electrões. Os electrões são partículas constituintes dos átomos. Vamos estudar nesta unidade a corrente eléctrica em materiais sólidos. Nestes materiais, os electrões são os responsáveis pela corrente eléctrica.

    Não há correntes só nos sólidos. O relâmpago é um exemplo de corrente eléctrica nos gases, neste caso o ar. Nos líquidos também pode haver corrente eléctrica. Tanto nos gases como nos líquidos, a corrente eléctrica é devida ao movimento orientado de iões. Os iões são corpúsculos com carga positiva ou negativa que resultam de átomos ou moléculas quando estes perdem ou ganham electrões.

    Para haver corrente eléctrica nos sólidos é necessário que eles permitam o movimento orientado dos electrões, isto é, que sejam bons condutores de corrente eléctrica (os materiais que não são condutores de electricidade dizem-se isoladores). O corpo humano é um bom condutor de corrente eléctrica e, por isso, podemos "apanhar" choques eléctricos se não tivermos os devidos cuidados. Se a corrente eléctrica atravessar o corpo humano for muito intensa, as consequências serão graves (um choque eléctrico pode matar!).

    É essencial respeitar as regras de segurança quando se lida com aparelhos e montagens eléctricas, no laboratório de Física, em nossas casas ou em qualquer outro local. A tabela 2.1 apresenta algumas dessas regras.

1
    Nunca usar material eléctrico em contacto com a água sem tomar as     necessárias precauções.
2
    Nunca improvisar ligações eléctricas com materiais de recurso (substituir     sempre o que estiver estragado).
3
    Nunca tentar reparar um aparelho eléctrico com este ligado à tomada de     corrente.
4
    Desligar as fichas puxando-as directamente e não pelos respectivos fios.
5
    Nunca ligar um circuito eléctrico montado no laboratório sem ter a certeza     absoluta que as ligações estão correctas (de acordo com um esquema prévio).
6
    Nunca usar aparelhos eléctricos sem verificar que estão em boas condições e     que se adaptam à instalação eléctrica disponível.
7
    Usar, sempre que possível, tomadas com ligação à terra.

Tabela 2.1 - Regras de segurança a atender quando se lida com a corrente eléctrica.

    Ao longo desta unidade vamos entender a razão de alguns dos perigos referidos na tabela 2.1.

    A Electricidade é a parte da Física que estuda os fenómenos eléctricos, nomeadamente aqueles em que há correntes eléctricas. A Electricidade está relacionada de muito perto com outra parte da Física chamada Magnetismo, pelo que normalmente são estudadas em conjunto. A Electricidade e o Magnetismo são domínios de grande aplicação na vida quotidiana.

    Muitas vezes utiliza-se a palavra electricidade também para designar a corrente eléctrica. Caracterizaremos a corrente eléctrica com base em várias actividades experimentais. Discutiremos a produção, distribuição e utilização da corrente eléctrica no laboratório (nas Secções "Circuitos eléctricos", "Grandezas eléctricas", "Efeitos da corrente eléctrica" e "Resistência eléctrica e lei de Ohm") e, depois, falaremos (nas Secções "Potência eléctrica", "Corrente contínua e corrente alternada" e "Produção e transporte de electricidade") da utilização, produção e distribuição de corrente eléctrica na vida quotidiana.

 


 
 
 
Pesquisa

Pesquisar

Pesquisa Avançada
 
 APOIOS
  Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e tecnológica CRIE - Equipa de Missão Computadores, Redes e Internet na Escola
FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
POS_C - Programa Operacional Sociedade do Conhecimento
 
 RESPONSABILIDADE
  Centro 
de física Computacional da Universidade de Coimbra
 
 COLABORAÇÕES
  Cnotinfor, Lda Faculdade 
de Ciências da Universidade do Porto
  Exploratório - Centro Ciência Viva Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
Centro de Física Computacional © 1998 - 2005 Todos os direitos reservados.
web design:
www.cnotinfor.pt